terça-feira, 5 de abril de 2011

Serviço Prestado - cobrar ou não cobrar, eis a questão!?


     Olá a todos! Profissionais da área, leitores casuais, interessados, estudantes, críticos. Meu "olá" para todos! Peço desculpas pela ausência... Dou aquele nosso aviso de sempre: estou disponível no dpdfonline!! Passe-nos seu problema e despreocupe-se! Fique à vontade para conectar pelo Twitter , Facebook, Skype(rochamdf1) e no e-mail dpdfonline@gmail.com . Acesse regularmente o dpdfonline.blogspot.com!!!
     Olá, meu assunto hoje é algo que, para alguns é desconfortável para outros nem é tão problemático assim, vou me concentrar na difícil tarefa de calcular um valor de serviço prestado e cobrá-lo.
     Desde que o mundo é mundo que uma das relações mais antigas entre seres humanos é a relação de trabalho. Na idade média convivíamos com a vassalagem e a burguesia, onde um recebia proteção de sua família e terras e outro tratava de produzir e pagar. Hoje essa relação não é muito diferente, apenas os riscos que mudaram.


     Hoje para prestar determinados serviços, não podemos fazer como antigamente, onde bastava ter uma ferramenta, o suor e a matéria prima pra viver. Não, meus senhores, não! Hoje além do "Know How" precisamos ser fiscalizados, avalizados e principalmente autorizados a exercer determinados serviços e nisso implica custos!! Então se é assim? Porque para alguns é tão difícil calcular (principalmente para iniciantes) e cobrar sobre o trabalho/serviço prestado?
      A tarefa de cobrar não é tão simples assim, necessita de sangue frio e autoconfiança. Pessoas que tem vergonha de cobrar pelo seu trabalho são profissionais incompletos. Não que isso seja de todo ruim, pois o fato de concluir bem o serviço já o gabarita no mínimo como competente.
      Bem vamos deixar de corpo mole e vamos tentar explicar meu ponto de vista, todo contabilista sabe que há um honorário padrão, o que difere é como se cobra por isso. Alguns convencionam cobrar por meio salário mínimo o que é na data atual desse post R$ 724,00 (Não tomem esse valor como atual e legal é apenas didático aqui!) O que faço em meus escritório é basear tudo no valor do honorário. Por exemplo se fosse fazer uma RAIS eu calcularia da seguinte forma:



Valor do honorário padrão / Qtd de empregados padrão (100 por exemplo) = Valor do honorário por empregado


Qtd de empregados X Valor do honorário por empregado = Valor que irei cobrar

     Como disse, esse é meu método de cálculo. Para o blog é apenas didático, utilizo assim pois acredito que remunera melhor, além de dar uma certa satisfação ao cliente ao que esta pagando. Quando preciso passar um valor sem saber a quantidade de empregados costumo passar o valor que cobraria por 100 empregados, ou seja, 100% do honorário.

Então gente até a proxima!

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

A Solução "daquele" problema.

      Olá a todos! Profissionais da àrea, leitores casuais, interessados, estudantes, críticos. Meu "olá" para todos! Peço desculpas pela ausência... Dou aquele nosso aviso de sempre: esta disponível no dpdfonline um pacote de serviços que inclui : Folha de Pagamento, Contra-cheque, Sefip ou Caged ou Rais por um preço ínfimo, um preço ridículamente pequeno!!! Apenas R$ 200,00! Passe-nos sua folha e despreocupe! Esteja à vontade para contactar pelo Twitter , Facebook, Orkut , MSN (dpdfonline@gmail.com), ou Nosso Email (joader@gmail.com) ou nos contacte por onde quiser!!!
       Em um post anterior, infomei que não sabia pq havia sindo excluído do tal empreendimento (google Adsense). Descobri que na verdade era meu irmão que tinha usado algum script proibido que bloqueou a conta dele e por tabela veio bloqueando a minha também!!! Vejam só! Seria um bloqueio seletivo ao meu clã? Da minha genealogia para sempre?

     Aproveitando o espaço e falando a respeito do serviço da CAIXA ele continua precário, obrigado!!